quarta-feira, 25 de junho de 2014

Receita de Nishimê

Receita de Nishimê

Fonte da imagem: thekindlife.com
muito bom!!!

O nishimê é um cozido japonês que leva vegetais variados, feitos em um molho-base.
Exceto a preparação do molho, que deve seguir a quantidade de ingredientes proporcionalmente, o resto é tudo meio a olho.
O preparo é praticamente misturar tudo junto na panela e cozinhar, PORÉM, dependendo dos ingredientes, será necessária uma pré-preparada.
Não é necessário usar todas as verduras/ingredientes e a sua quantidade fica a gosto... se quiser fazer mais, vai precisar fazer mais do molho-base...
Alguns ingredientes que geralmente estão presentes no nishimê e que podem ser encontrados em lojas de produtos orientais são: daikon (aquele nabo branco, grande e comprido), aguê (tofu frito), konnyaku (tablete de massa de batata konjac, como o macarrão shirataki), tchikuwa (massa de peixe em forma de salsichão), kombu (alga laminaria/kelp), broto de bambu, raiz de lótus (lenkon/renkon), inhame, cenoura, bardana (gobo), cogumelos shitake, vagem, etc.
Como qualquer receita que vai caldo de peixe/shoyo, eu tenho a tendência de fazer uma "versão moderada", de gosto suave, não muito salgado e nem doce demais (como fazem no Japão)...
E aqui vai a receita da minha versão de nishimê, que pode ter variações sem problemas ;-)
PS: hondashi é um pó instantâneo japonês para fazer caldo de peixe.

Ingredientes

- 250g de konnyaku
- 1 palmo de kombu
- 1/2 salsicha de tchikuwa
- 2 cenouras médias
- 4 inhames
- 1 raiz de lótus
- 3 shitakes
- 1 xíc. de broto de bambu

Caldo-Base
 - 2 xíc. de caldo de peixe (água quente com HONDASHI dissolvido a gosto- eu usei ~ 2 colh. (sopa))
- 1 colh. (sopa) de açúcar
- 1/2 colh. (chá) de sal
- 1 e 1/2 colh. (sopa) de shoyo (molho de soja)
- 2 colh. (sopa) de sakê

Preparo

Em uma panela média-grande, misture todos os ingredientes do caldo-base e reserve.
Corte o konnyaku em tiras finas e cozinhe em uma panelinha por 10 minutos.
Escorra bem, cubra com água fria e deixe descansando até fazer o resto.
Descasque a raiz de lótus, corte em rodelas, cubra com água e cozinhe 20 minutos na panela de pressão.
Escorra bem e coloque a raiz de lótus na panela com o caldo.
Corte o kombu com uma tesoura, em tiras de ~1 dedo de largura e 10cm de comprimento.
Cubra o kombu por uns 2 minutos em um pouco de água até amolecer.
Faça um nó simples não forte com cada tira e coloque na panela de caldo.
Corte o tchikuwa e a cenoura descascada em rodelas na diagonal e ponha na panela de caldo.
Retire o cabo do shitake e corte o cogumelo em 4 partes.
Junte ao caldo.
A menos que use broto de bambu enlatado, ferva o bambu em uma panela com água e um punhado de sal por 5 minutos.
Escorra e repita o processo (isso vai tirar o amargo do bambu).
Feito isso, coloque o broto de bambu no caldo.
Descasque o inhame, corte em 4 partes e deixe 5 minutos de molho em água com suco de limão.
Aperte o inhame para sair a gosta branca, enxágue e coloque no caldo (isso vai tirar o gosmento dele).
Finalmente, faça um corte pequeno de comprido em cada tira de konnyaku e vire uma das pontas para dentro (vai parecer uma gravatinha/orelha/cueca virada), e junte ao caldo.
Cozinhe tudo em fogo médio-baixo, mexendo para o caldo entrar em todos os ingredientes, até que todos os vegetais estejam macios.
Se necessário, faça mais caldo-base para adicionar durante o cozimento.
Pronto!

Fonte da imagem: omchef.blogspot.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...